O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse, esta quinta-feira, que uma proposta de referendo na Crimeia para uma eventual anexação à Rússia violaria a legislação internacional. Obama recordou ainda que as sanções decretadas pelos Estados Unidos visavam punir a Rússia pela sua intervenção na Ucrânia.

«Uma proposta de referendo sobre o futuro da Crimeia violaria a Constituição ucraniana e a legislação internacional. Qualquer discussão sobre o futuro da Ucrânia deve incluir o legítimo Governo do país», disse Obama aos jornalistas, na Casa Branca.

O presidente Obama ordenou, esta quinta-feira, o congelamento de todos os bens, assim como a proibição de viajar para os Estados Unidos,de todos os envolvidos na intervenção militar na Crimeia.