O Oceanário de Lisboa já está nas mãos da Sociedade Francisco Manuel dos Santos. O contrato de concessão foi assinado esta tarde e permite um encaixe financeiro para o Estado de 114 milhões de euros 

São 114 milhões que o Estado vai receber ao longo de 30 anos. Agora cabe à Sociedade Francisco Manuel dos Santos desenvolver e fazer crescer o Oceanário de Lisboa, através da Fundação Oceano azul que servirá também para atrair investimento. A Fundação deverá estar criada até ao final do ano. 

O Estado vai receber já este ano 35 milhões de euros. Parte do dinheiro envolvido no contrato de concessão vai servir para abater na dívida da Parque Expo. 
 
O Oceanário nasceu há 17 anos, é visitado por mais de um milhão de pessoas todos os anos, é também uma das estruturas mais visitadas por turistas no país, foi reconhecido no ano passado pela TripAdvisor como o segundo melhor aquário do mundo e o melhor da Europa.