A lista anual de melhores filmes, selecionada pela conceituada revista francesa Cahiers du Cinéma, já foi divulgada e, este ano, um filme português conseguiu entrar no top 10. As Mil e Uma Noites, de Miguel Gomes, alcançou o oitavo lugar.

A trilogia de Miguel Gomes, que está a ser considerada como uma das obras mais surpreendentes de 2015, é a única criação portuguesa a entrar no ranking. O filme que se foca no período conturbado da crise portuguesa recebe mais esta distinção, depois de ter sido nomeado para os prémios Goya, em novembro, na categoria de Melhor Filme Iberoamericano, e da Academia Europeia de Cinema lhe ter atribuído o prémio de melhor design de som, em outubro.




A lista, que habitualmente costuma ser publicada em papel antes de chegar à Internet, foi divulgada no Twitter. Todos os filmes distinguidos têm datas de lançamento entre 17 de dezembro de 2014 e dezembro de 2015.

Este ano foi o filme italiano Minha Mãe (Mia Madre), de Nanni Moretti, o protagonista. A obra que relata a história de um realizador que perdeu a mãe, que se baseia na própria experiência de Moretti, foi eleita pelos críticos como a melhor de 2015.

Na segunda posição ficou o filme tailandês Cemetery of Splendor, de Apichatpong Weerasethakul, seguido de dois filmes franceses, In the Shadow of Women, de Philippe Garrel, e The Smell of Us, de Larry Clark.

O famoso filme norte-americano Mad Max: Estrada da Fúria conseguiu chegar ao quinto lugar, apesar de representar uma surpresa, uma vez que foi apontado como um dos filmes com mais erros produzido este ano.

Veja aqui a lista completa:


 
1. Minha Mãe (Mia Madre), de Nanni Moretti (Itália)
2. Cemetery of Splendor, de Apichatpong Weerasethakul (Tailândia)
3. In the Shadow of Women, de Philippe Garrel (França)
4. The Smell of Us, de Larry Clark (França)
5. Mad Max: Estrada da Fúria (Mad Max Fury Road), de George A. Miller (EUA)
6. Jauja, de Lisandro Alonso (Argentina)
7. Vício Intrínseco (Inherent Vice), de Paul Thomas Anderson (EUA)
8. As Mil e Uma Noites, de Miguel Gomes (Portugal)
9. The Summer of Sangaile, de Alante Kavaite (Lituânia)
10. Journey to the Shore, de Kiyoshi Kurosawa (Japão)