O Facebook comprou a QuickFire Networks, uma empresa de tecnologia e vídeo que reduz tamanho de vídeos e tempo de upload. A confirmação da compra foi feita esta quinta-feira, contudo ainda não se sabe o valor da negociação.

Segundo o portal de notícias G1, o presidente da QuickFire, Craig Y. Lee, anunciou a compra no site da empresa acrescentando que «a QuickFire Networks foi fundada sob a premissa de que a infraestrutura de rede atual não é suficiente para suportar o consumo massivo de vídeo que está acontecendo».

Nas condições da negociação está veiculada a absorção de alguns funcionários da QuickFire pelo Facebook.

Mark Zuckerberg considera os vídeos como sendo parte integral do Facebook, uma vez que nos Estados Unidos (EUA) mais de 50% dos utilizadores assistem a pelo menos um vídeo diariamente na sua rede social. Num ano, o número de vídeos postados no Facebook aumentou 75% no mundo e 94% apenas nos Estados Unidos.

Já não é a primeira vez que o Facebook adquire outras plataformas na área de vídeo. A LiveRail trata da publicidade de vídeo e a Wit.ai é uma startup que permite o processamento de linguagens «tipo Siri» nos seus programas.

A plataforma será importante para o consumo de vídeos em países em desenvolvimento, onde as conexões são mais lentas.