Ver séries, talk-shows ou eventos desportivos e comentar esses conteúdos com os amigos sem sair do Facebook vai ser possível muito em breve. Tudo isto vai acontecer numa nova plataforma, chamada Watch, que foi apresentada pela rede social nesta quarta-feira.

Que Mark Zuckerberg ia apostar em força no mercado do vídeo e da televisão, fazendo concorrência ao Youtube, à Netflix e à Amazon, já se sabia. Mas esta quarta-feira, essa ideia ganhou forma (e um nome) com a apresentação da aplicação que vai permitir que tudo isto aconteça: chama-se Watch e promete fazer com que passe ainda mais tempo no Facebook.

A plataforma vai estar disponível num separador próprio da rede social, que vai surgir no topo do ecrã.

Aqui, vai poder descobrir novos vídeos e criar listas de forma personalizada, consoante as suas preferências.

Mas a Watch será mais do que uma mera plataforma de vídeos. Será uma “televisão” dentro de uma rede social.

Por um lado, o Facebook vai criar conteúdos originais e estimular os seus parceiros a fazer o mesmo, garantindo que os produtores ficam com 55% das receitas geradas pela publicidade nestes vídeos. 

E por outro, vai estabelecer parcerias para a transmissão de determinados programas em direto. Por exemplo, a rede social já anunciou que a Major League Baseball, a liga de baseball norte-americana, vai transmitir um jogo por semana na aplicação.

Mas há mais: vai poder ver o seu programa favorito ou a sua série de eleição e, ao mesmo tempo, deixar comentários e interagir com outros utilizadores. O objetivo é "partilhar experiências e aproximar as pessoas que gostam das mesmas coisas", como explicou Mark Zuckerberg na sua página.

“Ver um programa não tem de ser algo passivo. Pode ser uma oportunidade de partilhar a experiência e aproximar as pessoas que gostam das mesmas coisas.”

Com esta programação própria, é expectável que os utilizadores passem ainda mais tempo dentro da rede social. Mais tempo significará mais publicidade e mais publicidade aumentará, certamente, as receitas da empresa. 

A Watch vai estar disponível quer para o computador, quer para o smartphone ou para o tablet. 

O que ainda não se sabe é quando que a "televisão" do Facebook vai chegar a todos os utilizadores. Para já, vai estar disponível para um restrito número de pessoas nos Estados Unidos, em fase de teste.