Universidade de Coimbra é das mais procuradas na Internet

«Há um esforço imenso para que o site seja interactivo»

Por: Redação / CP    |   23 de Janeiro de 2009 às 12:51
A Universidade de Coimbra é a 14ª universidade europeia com maior visibilidade e presença na Internet e a 43º do mundo, segundo o mais recente ranking do International Education Directory of Colleges and Universities (4ICU), citado pela Lusa.

O ranking das 200 instituições de ensino superior em todo o mundo mais vistas na Web é estabelecido anualmente pelo 4ICU, com base na popularidade dos seus sites.

A selecção abrange 8.750 universidades classificadas em 200 países. Os indicadores são retirados dos motores de busca Google, Yahoo e Alexa, que permitem avaliar a popularidade do website de cada universidade.

As líderes europeias e mundiais

Apenas mais uma universidade portuguesa figura neste ranking, a Universidade do Porto, colocada em 54º lugar no Top 100 da Europa e em 169º lugar no Top 200 mundial.

As universidades europeias mais populares na Web são as de Cambridge e de Oxford (Reino Unido) e a Moscow State University (Rússia). Instituições de ensino superior dos Estados Unidos ocupam os primeiros sete lugares do ranking mundial, encabeçado pelo Massachusetts Institute of Technology.

É a primeira vez que a Universidade de Coimbra surge neste ranking e nunca antes Portugal tinha ocupado uma posição tão elevada.

Site até tem um canal Youtube

«Esta classificação é o corolário de um esforço persistente de colaboração com uma plataforma de dezenas de subgestores do site, cuja reestruturação ficou completa no final de 2007, passando a ser bilingue», disse à Lusa o vice-reitor da Universidade de Coimbra.

«Há um esforço imenso, para que o site seja interactivo, incluindo um canal Youtube, com possibilidade de comércio electrónico para a rede dos antigos estudantes», afirmou.

De acordo com a contabilidade interna da UC, o site é visto diariamente por cerca de 3.500 pessoas, estando aprovado com «boas práticas de segurança e fiabilidade» pela Associação Portuguesa de Certificação de Sites.
PUB
Partilhar
EM BAIXO: Queima das Fitas
Queima das Fitas
COMENTÁRIOS

PUB
Demissão em bloco na urgência do Garcia de Orta

Sete chefes de equipa enviaram carta ao conselho de administração do hospital de Almada. Médicos alegam como motivos da demissão o «agravamento das condições de trabalho», bem como «o risco do ato clínico» e «a segurança dos doentes», que «atingiu um ponto crítico e inaceitável» no serviço de urgência. Duas das oito mortes registadas no início deste ano foram neste hospital