Vinte e cinco estudantes do Instituto Superior Técnico (IST), com 21 e 22 anos, construíram um carro elétrico de competição, um protótipo da Fórmula 1 universitária, sendo considerado como «o mais tecnológico» alguma vez construído em Portugal.

O modelo, hoje apresentado no IST, no Taguspark, em Oeiras, é o quinto construído por um grupo de alunos, mas tem como principais inovações «chassis monocoque, apêndices aerodinâmicos (asas e fundo plano), uma suspensão e jantes integrais em fibra de carbono e um diferencial eletrónico».

O novo carro FST05 foi construído pela equipa de alunos, com ajuda de vários patrocinadores, num investimento de 350 mil euros, para competir em provas na Alemanha, Hungria e Espanha, no âmbito do Fórmula Student, uma competição internacional criada para alargar os conhecimentos dos estudantes universitários.

João Pedro, o chefe da equipa de estudantes, maioria de engenharia, disse estar muito orgulhoso por ele e os seus colegas terem conseguido cumprir o desafio.

«Somos 25 pessoas diferentes, que não recebem nada por estar a fazer isto e ainda temos de conciliar com a escola. Foi um trabalho muito duro», disse o jovem estudante.

Numa altura em que a maioria dos estudantes universitários vive o drama de não ter emprego quando acaba os cursos, João Pedro está consciente de que ele e os seus colegas escolheram um caminho mais seguro.

«Quando as pessoas estão motivadas e trabalham para um objetivo comum é mais fácil. Sabemos que muito provavelmente vamos ter trabalho quando sairmos daqui», sustentou.

Na apresentação do projeto, João Pedro explicou ainda que o escolha por um carro elétrico surgiu pelas «preocupações ambientais e incerteza do mercado dos combustíveis fósseis».

O novo projeto volta a ser apadrinhado por Pedro Lamy, antigo piloto de Fórmula 1, que voltou hoje a manifestar «grande orgulho» na equipa de estudantes.

«Mostramos que conseguimos competir ao mais alto nível e espero que estes engenheiros se entusiasmem com a competição. O carro é muito bonito, espero que seja também tão eficiente», disse Lamy que até manifestou o desejo de «dar uma voltinha».

«Não sei se é permitido, mas até era interessante ver este carro numa competição de Fórmula 1», acrescentou.

O FST05 é o segundo carro elétrico construído pela equipa FST Novabase que, em 2001, construiu o seu primeiro carro de competição e que viria a ganhar um prémio internacional em 2002.