A Twitter e a Facebook anunciaram, esta segunda-feira, o cancelamento do negócio que envolvia as duas empresas. Segundo o jornal The Guardian, a falta de acordo nos preços esteve na base da anulação do negócio.

A Facebook elegeu a Twitter como empresa para complementar o seu serviço e ofereceu 500 milhões de dólares. No entanto, a Facebook apenas disponibilizou 100 milhões de dólares em dinheiro e os restantes 400 em acções, o que levou à dissolução das negociações, não sendo possível apurar o valor real das acções.

De acordo com as declarações de Peter Thiel, co-fundador da Facebook, «a Twitter vale mais do que aquilo que as pessoas pensam que vale» e que a empresa ainda tem um longo caminho a percorrer antes de atingir o seu pleno potencial.

Após o cancelamento do negócio, as duas empresas estão agora focadas em melhorar os seus produtos