A NASA está prestes a lançar um novo projecto. O telescópio Kepler vai viajar durante três anos e meio à procura de vida em planetas similares ao da Terra, noticia o jornal «20 minutos».

A NASA procura com esta missão planetas semelhantes à Terra, embora os cientistas tenham praticamente excluída a hipótese de existência de planetas com actividade biológica idêntica à do nosso. O principal objectivo será estudar os planetas fora do sistema solar.

O início da investigação será na próxima sexta-feira, quando o observatório Kepler partir de Cabo Canaveral, na Flórida.

Segundo Jon Morse, director de astrofísica na agência espacial em Washington, o Kepler é um elemento crucial dos esforços da NASA para estudar e encontrar planetas com características semelhantes às da Terra. Poderá também ajudar a planear outras missões num futuro a médio prazo.

O Kepler poderá estudar as estrelas de uma forma constante ao longo de toda a sua missão, algo que outros observatórios como o Hubble não podem fazer.

A viagem de três anos e meio iniciará a busca da «minúscula» região de Cygnus-Lyra, que contém ao seu redor 100 mil estrelas.

O telescópio Kepler pode detectar mudanças de brilho nas estrelas e as imagens transmitidas serão captadas por uma câmara com uma resolução de 95 megapixéis, detectando desta forma a passagem de planetas.

Para se perceber a capacidade deste telescópio, de referir que é capaz de, por exemplo, a partir do espaço identificar uma mudança de luz provocada por uma pessoa que passe à frente de um farol.