Astrónomos conseguiram determinar, pela primeira vez, a verdadeira cor de um planeta fora do sistema solar, azul como a Terra, embora mais intenso, anunciou esta quinta-feira em comunicado a agência espacial europeia.

A determinação da cor, azul-cobalto, do planeta HD 189733b, foi obtida à custa de observações do telescópio espacial Hubble.

O exoplaneta (planeta fora do sistema solar, que orbita uma estrela muito próxima) está relativamente perto da Terra, a 63 anos-luz, e a sua cor não é o reflexo de águas tropicais, mas antes se deve a partículas de silicato que, conforme admitem os investigadores, compõem a sua atmosfera e irradiam luz azul.

O HD 189733b é um gigante de gás com uma atmosfera turbulenta a rondar os mais de mil graus centígrados.

Para definirem o que o planeta é aos olhos humanos, os astrónomos mediram a quantidade de luz refletida fora da sua superfície.

A Terra parece azul vista do Espaço, porque os oceanos absorvem comprimentos de onda vermelhos e verdes mais vigorosamente do que os azuis e refletem a matiz azulada do firmamento.