A Kaspersky Lab lançou, esta segunda-feira, a aplicação «FriendOrFoe» (traduzido para português: «Amigo ou Inimigo»), que permite aos utilizadores do Facebook avaliar estatisticamente quem são os verdadeiros amigos e... os inimigos. A aplicação permite saber, de entre os seus amigos, quais os que mantêm mais contacto consigo, através de gostos, comentarios e partilhas.

Utilizando essas e outras estatísticas, como número de fotos, vídeos e textos publicados, a aplicação promete procurar quem é verdadeiramente seu amigo no Facebook e quem não tem assim tão nobres intenções. A aplicação tem um aspeto de entretenimento, mas a intenção é mesmo alertar para os perigos da ma proteção de dados nas redes sociais. Por isso, antes de apresentar as referidas estatísticas, a aplicação dá uma série de conselhos.

«A maior rede social do mundo atrai a atenção dos cibercriminosos. Eles estão em busca de dados pessoais e informações como contas bancárias. Por isso, não é surpresa que o Facebook seja o alvo mais popular para os phishers. No primeiro trimestre de 2014, 79,5% de todos os ataques de phishing em redes sociais foram nesse serviço», afirmou em comunicado Evgeny Chereshnev, chefe de Desenvolvimento de Negócios Móveis da Kaspersky Lab.

Entre os conselhos, o «FriendOrFoe» alerta para a excessiva exposição no Facebook, nomeadamente através de fotografias e alerta para a importância de verificar sempre as imagens em que for marcado, pois algumas podem ser comprometedoras. O programa permite ainda que o utilizador descubra se alguém está o marcando indevidamente em check-ins.

A menina namora?

As novidades no Facebook não se ficam pela nova aplicação do Kaspersky. A própria rede social apresenta agora um botão que permite aos utilizadores certificarem-se do real estado amoroso dos seus amigos. O botão «Ask» é apresentado nos perfis das pessoas que não preencheram essa parte da apresentação.

Quem recebe um «convite» para esclarecer a sua real situação amorosa tem a opção de esclarecer o amigo curioso, disponibilizando-lhe o seu status amoroso, sem alterar o seu perfil, ou enviando uma mensagem privada, adianta o «HuffingtonPost».

Quando se clica no botão, aparece uma pequena janela que o convida a explicar ao seu amigo as razões pelas quais o questiona sobre aquela informação em particular.

Há uma ressalva: não é possível fazer esta pergunta «indiscreta» se não fizer já parte da lista de amigos do visado. A pergunta não pode também ser feita de forma anónima.