A Microsoft já escolheu o substituto do Internet Explorer, que acompanhará o Windows 10, no projeto Spartan. O Microsoft Edge foi anunciado quarta-feira na anual conferência «Build» em São Francisco, nos Estados Unidos. 

No novo navegador, o utilizador antes de aceder às páginas irá passar por uma página personalizada com os sites mais visitados, aplicações e informações relevantes como o clima, mapas, entre outros. Estas informações são obtidas através da nova assistente virtual, Cortana. O Microsoft Edge é o primeiro navegador da Microsoft que tem uma assistente de voz diretamente integrado. 

Segundo um utilizador que experimentou o produto ainda na fase inicial, o navegador é «estável» e usa a mesma quantidade de recursos que os outros navegadores como o Google ou o Chrome. 

Ao longo dos anos, o Internet Explorer tem sido muitas vezes criticado por ser lento, ultrapassado e com defeitos. Ao criar o Windows 10 e o Microsoft Edge, a empresa pretende acolher novos utilizadores. 

Segundo a multinacional da tecnologia, as extensões de Firefox e Chrome podem ser facilmente adaptadas ao Edge, o que pode facilitar a sua popularização.