Quantos de nós já não sentiram que o dia deveria ter mais do que 24 horas? Entre trabalho, família, trânsito, afazeres domésticos e tempo para nós, muitas vezes é o tempo de descanso que fica encurtado.

Os especialistas recomendam que, na vida adulta, se durma pelo menos oito horas, mas nem sempre é fácil. Contudo, descansar menos que o necessário acarreta consequências.

De acordo com  Javier Albares, diretor da Unidade de Investigação da Clínica del Sueño Estivill, em Espanha, “ter um bom sono é essencial para ter menos doenças em geral”. Algumas das consequências de alongar o dia e encurtar as horas de sono são:

  1. Doenças infeciosas

Segundo Albares, quando descansamos pouco, o risco de termos doenças infeciosas é maior, já que a nossa imunidade diminui.

  1. Problemas cardiovasculares

Além de nos fazer perder defesas, dormir menos também altera o nosso mecanismo interno, portanto dormir pouco também está associado a doenças cardiovasculares.

  1. Constipações

Esta é a conclusão de um estudo da Carnegie Mellon University, em Pittsburgh, nos Estados Unidos, que verificou que as pessoas que dormiam menos de seis horas estavam quatro vezes mais propensas a constipar-se, comparando com aquelas que dormiam mais de sete horas.

  1. Engordamos

Se dormir pouco, o corpo aumenta a resistência à insulina e, por isso, há tendência para o aumento de peso. Além disso, quando dormimos menos temos tendência para ingerir alimentos que engordam mais, como hidratos de carbono e açúcares.

  1. Produzimos menos

Um dos efeitos fundamentais da falta de descanso é a perda da capacidade cognitiva, o que se reflete na capacidade de atenção e memória, mas também afeta as funções executivas, como a capacidade de reação a determinado problema.

  1. Menos controle sobre as emoções

De acordo com um estudo realizado pela Universidade da Califórnia, de Berkeley, e pela Harvard Medical School, que utilizou exames de ressonância magnética, dormir menos também pode revolucionar as nossas emoções, levando-nos a ter reações muito mais extremas e, portanto, mais conflitos sociais.

  1. Envelhecemos mais cedo

A privação do sono faz com que o nosso organismo “envelheça” mais cedo. De um ponto de vista estético, o sono tem funções importantes de reparo e hidratação da pele. Por outro lado, ele provoca o envelhecimento prematuro de algumas funções cerebrais.

  1. Maior probabilidade de ter acidentes de carro

Segundo a Fundação Nacional do Sono norte-americana, uma das consequências mais graves de não dormir são os acidentes de viação, precisamente devido à sonolência durante a condução. De acordo com este organismo, um em cada seis acidentes de viação fatais têm precisamente a ver com a falta de descanso.