Já teve uma primeira versão, agora cresceu e está mais ambicioso. Foi apresentado nesta quarta-feira na Suíça o Solar Impulse 2, o avião que se propõe dar a volta ao mundo sem uma gota de combustível, usando apenas energia solar.

O primeiro protótipo deste projeto suíço, que tem como rostos os pilotos Bertrand Piccard e André Borschberg, conseguiu voar 26 horas seguidas, provando que era possível manter-se no ar dia e noite graças apenas à energia do sol, tendo feito travessias do Mediterrâneo e dos Estados Unidos.

Agora, o SI2 quer fazer uma volta ao mundo por etapas, o que implica atravessar oceanos e portanto conseguir viagens ininterruptas de pelo menos cinco dias.



O aparelho, como brinca Piccard, «faz lembrar o Dumbo», o elefante das orelhas grandes da história de Walt Disney, por causa da enorme envergadura das suas asas: maior do que a de um Boeing 747. Em contrapartida, é extraordinariamente leve, pesa quase tanto como um automóvel grande. É maior que o seu antecessor, e tem maior eficiência energética.

O SI2 vai agora realizar testes e o início da viagem à volta do mundo está previsto para 2015.