Antes comprar um telemóvel, o melhor mesmo é ler este artigo. E depois perceber qual será a melhor escolha.

A Blancco, empresa especialista em diagnóstico de smartphones, aponta o iPhone 6 como o telemóvel mais propenso a falhas. De acordo o relatório, 26% dos telemóveis deste modelo que foram devolvidos para reparação apresentaram defeitos de fabrico.

A lista apresenta de seguida os modelos 6S e 6S Plus da mesma marca, com com 14% e 9%, respetivamente.

Quanto ao sistema operativo Android, o Xiaomi Redmi 4 é o modelo com o maior registo de anomalias, com um índice de defeito de fábrica de 9%.

De acordo com a Blancco, no que diz respeito aos telefones defeituosos em geral, as taxas de falha do iOS são muito superiores às dos telefones Android, uma vez que numa lista de dez, apenas dois funcionam com base no sistema operativo Android.

Apesar de os iPhones parecerem ser mais bem sucedidos, são também os telemóveis que aparecem mais vezes neste 'Top 10'.", diz a TechRepublic, especialista em tecnologia da informação, citada pelo jornal El País. 

O relatório distingue os defeitos mais comuns e os processadores mais propensos à falha de cada sistema operativo. O Android destaca-se pelos problemas de desempenho e software, como o alto consumo de CPU, unidade central de processamento e memória.

Os telemóveis que apresentaram mais falhas são o Xiaomi Redmi 4, o Motorola Moto G (5S) Plus, que ainda entraram na lista dos dez mais propensos a falhas.

Foram da lista dos 10, ficam o Lenovo K8 Note, o HMD Global Nokia 6 e o ​​Samsung Galaxy S7, que também apresentam uma percentagem de falha considerável.

Os smartphones com o sistema operativo iOS, por sua vez, apresentam principalmente problemas de hardware e conetividade, especialmente relacionados ao bluetooth e WiFi. Os mais problemáticos são o iPhone 6, o 6S e o 6S Plus, seguidos pelo iPhone 7 Plus e o 6 Plus.

Em relação às marcas, o relatório garante que 34% dos telefones da Samsung que são devolvidos pelo utilizador para reparar apresentam defeitos de fabrico, tornando-se assim o fabricante que regista o maior número de avarias.

Descobrimos que na Europa os telefones Android mais antigos são usados ​​durante mais tempo, enquanto os consumidores norte-americanos adquirem modelos mais novos com mais frequência", explica a TechRepublic.

O estudo da Blancco baseia-se na análise dos diagnósticos registados em 2017, embora se centre principalmente nos centros de reparação.

Veja aqui a lista dos dez telemóveis mais prováveis a avariar. 

Modelo Probabilidade
iPhone 6 26%
iPhone 6S 14%
iPhone 6S Plus 9%
iPhone 7 Plus 9%
iPhone 6 Plus 9%
Xiaomi Redmi 4 9%
iPhone 7 8%
Motorola Moto G (5S) Plus 6%
iPhone 5S 6%
iPhone SE 6%