A LG é suspeita de espionagem, depois de um cliente britânico descobrir que a sua «Smart TV» estava a enviar dados sobre os canais visualizados, mesmo com a função de privacidade ativada.

Identificando-se como «DoctorBeet», publicou um «relatório» detalhado sobre o que estava a acontecer no seu blogue e, a confirmar-se o sucedido, a LG infringiu a lei.

«DoctorBeet» explicou que a sua televisão não só estava a enviar informações sobre os canais mais assistidos, mas também o conteúdo de dispositivos ligados à TV por USB.

O texto termina com o utilizador a explicar como se podem bloquear estes envios indesejados e até como bloquear a entrada de publicidade no televisor.

Um porta-voz da ICO (Information Commissioner's Office, o equivalente à Comissão de Proteção de Dados no Reino Unido) disse à BBC que o assunto já estava a ser investigado.

«Chegou até nós a informação de que pode ter havido um problema de dados envolvendo uma «Smart TV» da LG». Vamos fazer um inquérito para verificar o que aconteceu antes de decidirmos que ações, se é que tal é necessário, precisam de ser tomadas», disse.

«A privacidade do cliente é uma alta prioridade para a LG Eletronics e estamos a levar este assunto a sério», acrescentou um porta-voz da empresa sul-coreana, assegurando ainda: «Estamos a investigar a situação.»