Ver pornografia regularmente pode encolher o cérebro e retardar a resposta sexual. É a conclusão a que chegou uma equipa de investigadores do Max Planck Institute, em Berlim, na Alemanha.

De acordo com o jornal «The Telegraph», os cientistas concluíram que ver imagens de cariz sexual com regularidade, encolhe a parte do cérebro que é ativada quando as pessoas se sentem motivadas ou recompensadas. Essa parte do cérebro passa, assim, a funcionar de forma menos eficiente.

Assim, as pessoas habituadas a ver pornografia têm maior probabilidade de precisar cada vez mais desse tipo de estímulos para obter a mesma resposta sexual.

Os cientistas acreditam ainda que quem nasce com a tal parte do cérebro ativada pela motivação ou pela recompensa já pequena tem maior probabilidade de consumir pornografia.