O astronauta da NASA que esteve até hoje mais tempo no espaço, já colocou os pés na Terra. Scott Kelly tem o recorde de ter passado praticamente um ano a viver no espaço na companhia de um colega russo.

Ao todo, três astronautas da Estação Espacial Internacional, incluindo o norte-americano Scott Kelly e o russo Mikhail Kornienko, regressaram esta quarta-feira à Terra após uma experiência que antecede uma potencial missão a Marte.

O cosmonauta russo Sergueï Volkov, o seu compatriota Mikhaïl Kornienko e o norte-americano Scott Kelly aterraram conforme previsto nas estepes do Cazaquistão pelas 04:27 (hora GMT), segundo anunciou o centro de controlo russo e a NASA.

Kelly e Kornienko passaram 340 dias na Estação Espacial Internacional (EEI) para preparar futuras missões a Marte, enquanto Sergueï Volkov esteve a bordo mais de cinco meses.

Logo que aterraram, os três astronautas foram levados para testes médicos, de acordo com a CNN. Embora Kelly tenha dito, na semana passada, que era "capaz de passar outros 100 dias ou 100 anos" no espaço, a permanência no espaço pode afetar a visão e os ossos.

Scott Kelly destacou, deste ano fora, a possibilidade que teve de testemunhar imagens impressionantes da Terra, mas admitiu que o mais difícil é estar longe daqueles que ama.