Atenção às mensagens de texto que recebe, porque há algumas delas que podem arruinar-lhe a vida. É que as SMS são uma via cada vez mais comum para os criminosos entrarem no nosso telemóvel e acederem às nossas contas, identidade e dinheiro.

O grande problema destas mensagens é que os emissores se fazem passar por grandes empresas como a Google ou pela Apple, para chegar aos dados dos utilizadores. Pedem aos recetores para confirmar a password e e-mail e, se estes o fizerem, conseguem ter acesso às suas contas.

Uma das mais recentes mensagens a circular faz-se passar pela iCloud ou iTunes, solicitando a password da conta Apple do utilizador.  

Outra das mensagens é esta, que afirma ser da Google, e diz às pessoas que a sua conta foi hackeada e que, para a terem de volta, precisam responder à mensagem com o código de verificação de seis dígitos.

Para efetuar este tipo de scam, uma prática que se baseia em induzir a vítima a fornecer as suas informações pessoais, os cibercriminosos precisam apenas do endereço de e-mail, da senha e o número de telefone associado a um determinado utilizador.

Como tal, a melhor atitude a tomar é nunca aceder ao hiperlink indicado e nunca responder a estas mensagens.

Na página da Google Portugal há uma série de indicações para os utilizadores sobre o combate ao cibercrime. Os conselhos passam por não introduzir os seus dados num site cujo link tenha-lhe sido enviado através de email ou chat em que não confia

Não responda se vir um email, mensagem instantânea ou página Web suspeita a pedir as suas informações pessoais ou financeiras", pode ler-se no site.

Além disso, a gigante tecnológica apela aos internautas que denunciem e-mails e mensagens suspeitas, nomeadamente através do Gmail.