Se passa demasiado tempo nas redes sociais, talvez seja melhor repensar os seus hábitos. Pela sua saúde. Pelo menos, é o que diz um estudo do Instituto Nacional para a Saúde Mental norte-americano, que sugere que passar demasiado tempo no Facebook e Instagram provoca depressão.

Os investigadores analisaram o aumento da depressão entre jovens adultos nos Estados Unidos e relacionaram-no com a utilização das redes sociais, concluindo que a depressão aumenta de forma proporcional ao tempo que se passa no Facebook e Instagram.

O estudo baseou-se em questionários a mais de 1.700 pessoas entre os 19 e os 32 anos. Segundo os investigadores, as pessoas têm uma necessidade básica de se sentirem aceites pelos outros e, nas redes sociais, os “gostos” são a moeda de troca.

Faz parte da natureza humana compararmo-nos uns aos outros mas, para aquelas pessoas que se sentem mais vulneráveis, essa comparação pode tornar-se negativa.

O estudo é pouco claro em relação às verdadeiras razões por que estas redes sociais provocam depressão, mas o site Mashable aponta algumas. O sentimento de inveja em relação às publicações que transmitem momentos de divertimento dos amigos é uma delas.