Estamos ainda em pleno inverno e as temperaturas ameaçam descer nos próximos dias. Diante destas condições climatéricas, há quem não dispense um bom chá quente. Estão na moda os chás com sabores a frutos. Mas em tempo de calor, há também quem se socorra de chás frios ou águas com sabores. Uma equipa de cientistas britânicos vem agora alertar para os perigos que estas bebidas ácidas podem constituir para os dentes de quem as consome.

A equipa de investigadores do King’s College London concluiu que o consumo de bebidas ácidas entre as refeições e por períodos muito prolongados faz aumentar o risco de erosão dentária. Os resultados do estudo, que analisou a dieta de 300 pessoas com erosão dentária severa, foram divulgados no British Dental Journal, esta sexta-feira.

Os cientistas concluíram que o problema aumenta nos pacientes que comem mais entre as refeições. O problema está nos chás ácidos, como o chá de limão, mas também nos sumos de fruta, bebidas tónicas, bebidas dietéticas, bebidas açucaradas, águas com sabores e bebidas alcoólicas. O problema aumenta ainda nos pacientes que gostam de manter o "golinho" da bebida na boca, antes de a engolir.

Se costuma beber determinada bebida por períodos muito longos, mais do que cinco minutos, ou se costuma brincar com a bebida na sua boca ou mordiscar a fruta por vários minutos em vez de a comer rapidamente… tudo isto pode danificar seriamente a sua dentição”, exemplifica Saoirse O'Toole,o líder da equipa de investigadores.

 

Se vai comer uma maçã ao almoço, tente não consumir mais nada ácido mais tarde, sobretudo à noite. Se beber um copo de vinho à refeição, então abdique do seu cá de frutos de manhã. É uma questão de balancear a sua dieta.”

Os investigadores concluíram mesmo que quem consome bebidas como água com uma rodela de limão ou chá de frutos quente duas vezes ao dia, entre refeições, tem onze vezes mais probabilidade de desenvolver erosão dentária moderada ou severa. O perigo reduz para metade se o consumo for feito durante as refeições.

É que o ato de mastigar a comida incrementa a produção de saliva, que é alcalina e ajuda a atenuar o efeito dos ácidos ingeridos, adiantam os especialistas, que aconselham também, por exemplo, o uso de uma palhinha, minimizando o contacto da bebida com os dentes. Outro truque é ingerir um alimento alcalino, como um pedaço de queijo, depois de ingerir um alimento ou uma bebida ácida.

O estudo deixa ainda mais um alerta: as chamadas bebidas light são tão más para os dentes como as bebidas com açucar. E, já agora, se gosta da "saladinha" bem avinagrada ou de comer picles ou mesmo da rodela de limão a acompanhar o peixe ou a carne grelhada, também está a prejudicar os seus dentes.

Para se hidratar e matar a sede, pode sempre beber água, todo o chá que não seja ácido, leite e água com gás. Até o café faz menos mal aos dentes que um chá de frutos.