Um drone salvou, esta quinta-feira, dois jovens australianos que foram arrastados por uma onda, numa praia em Lennox Head, na Austrália. É o primeiro salvamento no mundo a ser realizado por um drone, segundo a Surf Life Saving, citada pela ABC.

Os rapazes, de 15 e 17 anos, foram arrastados por uma onda com cerca de três metros e encontravam-se a 700 metros da costa, numa praia na zona de New South Wales.

Uma pessoa que passeava na praia deu o alerta e, cerca de dois minutos depois, o drone localizou os jovens e lançou um dispositivo flutuante para as vítimas se agarrarem e conseguirem nadar até à costa, de acordo com o Telegraph.

A Surf Live Saving NSW afirmou que os jovens estavam exaustos, mas saíram ilesos.

O drone faz parte de um projeto pioneiro de salvamento utilizado por nadadores salvadores, que foi apresentado apenas algumas horas antes, no mesmo local do salvamento. O dispositivo filmou o momento em que resgata os dois jovens. 

 

 

O vice-primeiro Ministro australiano, John Barilaro, afirmou que o investimento feito está “ganho” a partir do momento em que esta nova tecnologia resgatou com sucesso os jovens. O governo australiano anunciou o mês passado que investiria mais de 350 mil euros em tecnologia com drones de salvamento para a costa norte de New South Wales.

Este é o primeiro resgate mundial realizado com um drone", disse Barilaro.       

Kelvin Morton, chefe do projeto de veículos aéreos não tripulados da Surf Life Saving referiu ainda que os drones que “soltam insufláveis são inovadores, e sabemos que a maioria das organizações de salvamento está na expetativa para ver como isto corre.”

A vantagem dos drones é que se movem a 50 quilómetro por hora e a uma altura de 60 metros, tendo uma ampla visão da água”, refere a Associação responsável pela criação do projeto.

As autoridades dizem que num salvamento comum, os nadadores teriam demorado cerca de 6 minutos. Imenso tempo comparado com a resposta do drone que só precisou de 70 segundos.

Os testes do inovador método de salvamento terminam em abril deste ano e a Surf Life Saving NSW está a estudar a hipótese de implantar o projeto em todo o estado australiano.