Não será bem um Facebook, mas o potencial, garantem, é o mesmo. O weoSynergy é uma rede social para empresas onde os habituais «posts» do mural não são frases de um escritor conhecido, as traquinices do gato lá de casa ou uma foto das últimas férias: são pedidos de negócio e referências.

Com acesso exclusivo para empresas, a ideia é nacional e em dois meses conta já com centenas de utilizadores.

«A nossa ideia foi trazer para a Internet uma forma antiga de fechar negócios: a troca de cartões de visita. Este sempre foi um método muito utilizado, mas ultimamente mais em desuso, precisamente por causa das novas tecnologias», explicou ao tvi24.pt Marco Nascimento, administrador da WEO Consulting, uma empresa de tecnologias de informação com sede no Algarve.

O sistema, pioneiro e único em Portugal, baseia-se na antiga máxima do «passa a palavra». As empresas registam-se na rede e colocam um pedido de negócio. «Pode ser uma solicitação de prestação de serviços, de clientes ou de parceiros», exemplifica o responsável.

O pedido fica disponível num mural no qual os interessados podem responder ou «passar uma referência de contacto [um cartão de visita] de alguém que corresponde ao pedido».

Direcionado para o mercado de pequenas e médias empresas, tem o potencial de ligar em rede as mais variadas empresas de qualquer sector em qualquer ponto do país.

«Temos adesões tanto de pequenos negócios familiares como de empresas de média dimensão à procura de parceiros de negócio. A exclusividade, por um lado, e a confiança nas relações, por outro, são a base da rede», conta.

Marco Nascimento salienta que este «sistema de networking» está ainda a dar os primeiros passos, não só em Portugal, como também lá fora, mas acredita que esta é uma «forma das empresas tomarem partido das redes sociais de um modo lucrativo. Mais do que uma montra de negócios é uma forma de empresas de todo o país estabelecerem contactos e relações comerciais».

A rede weoSynergy está no mercado desde novembro e para já a adesão é gratuita.