O Facebook está a "atualizar os seus termos de utilização", tal como "a política de dados", com o objetivo de "tornar tudo muito mais claro" e "sem acrescentar novos direitos para usar os dados", anunciou a rede social, nesta quarta-feira.

Em comunicado, o Facebook diz que "é importante mostrar claramente aos utilizadores como funcionam os seus produtos, uma vez que só assim poderão tomar decisões informadas sobre a sua privacidade".

Nesse sentido, a rede social de Mark Zuckerberg adianta que "está a atualizar os seus termos de utilização, que incluem o seu compromisso para com todos os que usam a rede social - os serviços oferecidos estão descritos numa linguagem fácil de entender", tal como a política de dados, que "está também a ser atualizada para que se possa compreender mais claramente que dados são recolhidos e como é que estes são utilizados no Facebook, Instagram, Messenger e outros produtos".

De acordo com a rede social, as atualizações têm como objetivo "tornar tudo mais claro", sublinhando que o Facebook "não está a pedir novos direitos de recolha, utilização e partilha de dados aos utilizadores, nem a alterar nenhuma das opções de privacidade feitas por estes até à data".

Durante os próximos sete dias, "os utilizadores poderão dar o seu feedback sobre os termos de utilização e política de dados".

"Uma vez finalizados, os documentos serão publicados e será pedido aos utilizadores que concordem com eles no Facebook, juntamente com informação sobre as opções que têm sobre a sua privacidade", indica o Facebook.