A censura chinesa eliminou os vídeos difundidos na Internet pela conhecida internauta Papi Jiang, que nos últimos meses se converteu numa sensação devido aos monólogos em que ironiza com a vida quotidiana no país.

A Administração Estatal de Imprensa, Publicações, Rádio, Cinema e Televisão, um organismo do Governo chinês, ordenou a retirada dos vídeos, que tinham no conjunto mais de 100 milhões de visualizações.

"Requer-se ao programa que exclua linguagem repugnante e conteúdo vulgar antes de poder regressar à rede", afirmou o organismo encarregado da censura, através de um comunicado citado pela agência oficial Xinhua, citado pela Efe. 

Papi Jiang é o pseudónimo de Jiang Yilei, uma atriz chinesa de 29 anos que se tornou célebre em poucos meses, ao colocar os seus vídeos nas redes sociais. Só no Weibdo tem mais de oito milhões de seguidores. 

De acordo com o South China Morning Post, a sua marca já vale mais de milhão de dólares.