Um estudo

“A violência ou o sexo nunca ajudam ou, por vezes, prejudicam a eficácia da publicidade”, assegura o estudo.







"A carga sexual pode não ser tão prejudicial como a publicidade violenta, mas também não parece ser uma estratégia bem-sucedida”.