Alguns jornais com sede nos Estados Unidos, entre eles alguns dos de maior referência, estão, esta sexta-feira, indisponíveis, nas suas versões online, para leitores de território europeu. Tudo por causa do novo Regulamento Geral de Proteção de Dados (RGPD), que entrou em vigor.

Publicações como Los Angeles Times, o Chicago Tribune, ou o New York Daily News apresentam uma mensagem para os leitores europeus, em que pedem desculpa e explicam a indisponibilidade.

Infelizmente, o nosso website não está disponível na maioria dos países europeus. Estamos empenhados em resolver o problema e comprometidos em encontrar alternativas que suportem toda a nossa gama de oferta digital no mercado da União Europeia. Continuamos a identificar soluções técnicas de conformidade para providenciar a todos os nossos leitores o nosso premiado jornalismo”, lê-se numa nota no site do Los Angeles Times.

Outras publicações, como a Time ou o Washington Post, também se mostram, num primeiro passo indisponíveis, mas apresentam já uma solução para o leitor aceitar os termos e as condições de serviço. A partir do momento em que o fazem, as edições online desses jornais ou revistas ficam de imediato disponíveis.

A entrada em vigor do novo RGPD levou muitas empresas a inundarem as caixas de email ou telefones dos clientes, com emails e sms, solicitando o consentimento para recolha e tratamento de dados. É uma das exigências do novo regulamento e a nova lei prevê multas de até 20 milhões de euros ou 4% do volume de negócios da empresa prevaricadora.