O primeiro-ministro turco, Tayyip Erdogan, considera que a anulação do bloqueio do «Twitter» no país pelo tribunal constitucional foi uma decisão errada e deve ser anulada.

«A decisão do tribunal constitucional sobre o "Twitter" não é justiça. A decisão deve ser anulada», disse Erdogan, segundo a Reuters.

O acesso ao «Twitter» foi bloqueado a 21 de março, durante duas semanas, altura que antecedeu as eleições locais da Turquia. O tribunal constitucional considerou que a proibição viola o direito à liberdade de expressão e ordenou à autoridade das telecomunicações que reativasse da rede social.