Com uma simples fotografia de retrato já é possível identificar doenças genéticas raras graças a um programa de computador, de acordo com o «Daily Mail».

Sabe-se que muitas doenças genéticas, como o Síndrome de Down e o Síndrome de Angelman, estão associadas a caraterísticas faciais específicas. Ora, este programa utiliza uma tecnologia de reconhecimento facial e, ao ler a estrutura do rosto do indivíduo, consegue determinar se ele sofre de alguma doença genética rara.

O software foi desenvolvido por cientistas das Universidades de Edimburgo, Escócia, e de Oxford, Inglaterra, e pretende ser uma preciosa ajuda nos países com um acesso difícil a testes genéticos.

«Esta tecnologia vai ajudar os médicos a identificar doenças extremamente raras e, possivelmente, a descobrir novas doenças», declarou David FitzPatrick, professor no Instituto de Genética Médica e Medicina Molecular da Universidade de Edimburgo.

A equipa de cientistas espera mesmo que, no futuro, qualquer médico possa diagnosticar uma doença genética a partir de uma simples fotografia de telemóvel.