Quando Edward Snowden revelou que o Governo norte-americano conseguia espiar cidadãos em todo o mundo, a notícia foi recebida com choque e preocupação pela violação da privacidade de cada um. Porém, já se sabe que a a Agência de Segurança Norte-Americana (NSA) não é a única a manter registos de dados pessoais. Ferramentas e empresas ligadas à Web também o fazem, e neste caso são os utilizadores quem fornece os dados.

O gigante Alphabet, que detém o Google, é um desses exemplos. A empresa é dona de algumas das ferramentas e sites mais importantes da web, e ao utilizá-las está a fornecer muita da sua informação pessoal, que depois é usada para gerir, por exemplo, as suas preferências no que toca a anúncios em sites como o Youtube.

Desde informações que fornecemos voluntariamente ao criar uma conta Google, como o nome ou a data de nascimento, às suas pesquisas no motor de busca, e até aos sítios onde andou – se tem um telemóvel com sistema Android, que também pertence à empresa – a Google tem armazenada mais informação sobre si do que talvez possa imaginar.

No entanto, isto não significa que não possa controlar este acesso, ou verificar o que fica registado. O britânico Telegraph eleborou alguns passos para verificar e, se assim entender, apagar os seus registos.

  1. Verifique se está ligado com uma conta Google

Se utiliza o browser Chrome, da Google, já deve ter reparado que tem de criar uma conta para melhor utilizar alguns serviços e sites, como o Youtube. A Google só regista os seus “movimentos” se efetuar o login com uma conta destas.

      2. Copie este endereço: history.google.com/history

É aqui que vai aceder à sua “área pessoal” e verificar todo o seu histórico. No topo da página pode verificar que está na área de “atividade da web e de aplicações”.

No quadro de estatísticas apresentado, pode alternar entre “semana passada”, “mês passado”, “ano passado” e “sempre”, o que lhe vai apresentar o número de pesquisas que fez no motor de busca e em que dias da semana foram mais frequentes. Se continuar para baixo, pode ver exatamente aquilo que pesquisou, em todos os dias que esteve ligado com a conta Google.

      3. Como apagar estes dados

No canto superior direito, clique no ícone com os três pontos na vertical. Em seguida selecione “Opções de eliminação” (Delete options). Pode escolher entre Hoje, Ontem, e se clicar em “Avançadas” apagar as últimas quatro semanas ou todo o histórico de pesquisas.

      4. Por onde tem andado? Se traz o telemóvel consigo, a Google sabe

Se clicar nas três barras do canto superior esquerdo, surgem mais opções de outros registos guardados pelo Google. Entre eles está o “Histórico de Localizações”, onde pode verificar todos os locais onde passou com o telemóvel com a localização ligada, e exatamente em que dia.

      5. Dados para anúncios

Para que lhe sejam apresentados anúncios de acordo com as suas preferências durante a navegação em sites com publicidades geridas pela Google, o sistema faz uma estimativa das suas preferências e dados. Se clicar nas mesmas três barras do ponto anterior, consegue ver em baixo “controlos da atividade”. Ao entrar aqui, selecione “definições de anúncios” e de seguida “gerir definições de anúncios”. Vai surgir um quadro com “os seus interesses” e até uma estimativa da faixa etária onde se encontra.

     6. Onde se ligou à web?

O Google também sabe como e onde acedeu a última vez à internet.

Como pode desligar estas opções?

É muito fácil. Em “controlos da atividade” selecione a opção “informações pessoais e privacidade”. De seguida vá desligando tudo o que não quiser registado.