Donald Trump ou Hillary Clinton. Um deles será o próximo Presidente dos Estados Unidos e o duelo que será decidido em novembro promete ficar mais aceso do que nunca agora que estão concluídas as primárias. Haverá múltiplas formas de traçar diferenças entre estes dois candidatos. Uma delas passa por analisar os vídeos mais populares de um e de outro no Youtube durante as primárias e foi isso mesmo que fez o Washington Post, baseando-se nas estatísticas da Google. O vídeo mais popular de Trump apresenta uma visita guiada ao seu luxuoso avião, enquanto o de Clinton coloca várias pessoas a dizer frases do republicano, sugerindo que o magnata não representa a voz dos cidadãos norte-americanos.

Com mais de nove milhões de visualizações, um vídeo que mostra o interior do avião privado de Donald Trump foi o mais popular entre os internautas durante o período das primárias. As imagens, que datam de 2011, deixam vislumbrar toda a comodidade e sofisticação do aparelho. Da tecnologia de ponta aos móveis com detalhes em ouro, depressa o espetador tem uma ideia de que material é feita a carteira de Donald Trump. 

 

Foi o mais popular, mas não o mais viral. Esse título coube a um outro, no qual o milionário que fez fortuna no setor imobiliário rejeita as acusações de fraude feitas contra a Universidade Trump - uma instituição com fins lucrativos fundada em 2004 e encerrada em 2010. Recorde-se que ex-empregados da empresa afirmaram que esta enganava os consumidores com marketing agressivo e fraudulento, o que desencadeou processos judiciais. Neste vídeo, o candidato republicano responde às críticas, atacando quem o ataca. 

 

Do lado da democrata Hillary Clinton os conteúdos mais populares no Youtube são de natureza diferente: há sumo político.

O vídeo mais popular a favor de Clinton até tem Trump como protagonista. Nas imagens, surgem várias pessoas que dizem comentários que o magnata já proferiu sobre mulheres. Frases como “Se Ivanka não fosse minha filha provavelmente teria casado com ela”. A ideia é clara: sugerir que Trump não é a voz dos cidadãos norte-americanos.

 

O segundo vídeo mais popular de apoio a Clinton passa pela mesma estratégia: atacar o republicano. São apresentadas as “prioridades” dos republicanos e a resposta do magnata à pergunta “Como se está a preparar para o dia 1 [da Casa Branca]?”. “Estou a falar comigo mesmo em primeiro lugar porque tenho um cérebro muito bom e já disse várias coisas”, afirma Trump, com uma imagem de Clinton a rir logo de seguida.

 

Donald Trump tornou-se oficialmente candidato à Presidência dos Estados Unidos pelo Partido Republicano na sexta-feira, durante a convenção do partido, em Cleveland, estado do Ohio.

Já Hillary Clinton prepara-se para ser nomeada pelo Partido Democrata na convenção do partido que está a decorrer até quinta-feira em Filadélfia, no estado da Pensilvânia.