Os utentes da Sociedade de Transportes Coletivos do Porto (STCP) terão acesso gratuito à internet nos autocarros que circulam na cidade do Porto a partir de segunda-feira e por um período experimental de seis meses.

Trata-se de um sistema que vai «colocar em rede os cerca de 400 autocarros» da empresa de transporte público, através de uma tecnologia que utiliza «não apenas a rede celular, mas também os pontos fixos de wifi de rede de fibra ótica que existem espalhados pela cidade, através do projeto Porto Digital», explicou hoje à Lusa João Barros, responsável pela spin-off Veniam'Works, que desenvolveu a tecnologia.

O serviço vai ser lançado publicamente na segunda-feira à tarde, com uma viagem inaugural com partida da praça General Humberto Delgado.

A implementação desta tecnologia comerciável, que está patenteada, «é o culminar de cinco anos de trabalho», que envolveu cerca de 30 engenheiros, dos quais dez doutorados, no âmbito do projeto Future Cities, disse.

O também diretor do Centro de Competências para as Cidades do Futuro afirmou que existe «a possibilidade de assegurar a continuidade» do projeto após os seis meses experimentais, mas para já o objetivo é «aprender ao máximo como é que a rede se comporta e que tipo de tráfego é que gera».

Fonte da STCP considerou hoje que o serviço Free WIFI ¿representa um imenso valor acrescentado para os cerca de 300 mil clientes¿.

«É algo totalmente inovador e pioneiro. O Porto é a primeira cidade europeia a disponibilizar cobertura wifi na rede de autocarros públicos», acrescentou.

João Barros adiantou que São Francisco, nos Estados Unidos da América, e Barcelona, em Espanha, «já demonstraram interesse em adotar esta solução».

«Esta será a primeira vez que se testa um serviço destes com esta escala», frisou o responsável.

Elogiando o «grande empenho» da Câmara do Porto nesta expansão da cobertura da rede wifi, Barros considerou que esta experiência vai tornar o transporte público mais atrativo, o que ¿gera mais receitas e permite melhorar a qualidade de vida urbana¿, bem como «aumentar a possibilidade de pessoas com menos recursos financeiros acederem à internet».

Para aceder ao wifi gratuito, os utentes da STCP - mas também quem circular perto das paragens ¿ apenas precisarão de fazer um clique na página de acesso ao sistema que lhes surgirá no ecrã do telemóvel ou de um tablet.