Cientistas e peritos de arte descobriram uma pintura escondida por detrás de uma das obras mais conhecidas de Pablo Picasso. «O Quarto Azul», retrata uma melancólica mulher a banhar-se num quarto em tons de azul, com um vaso de flores à cabeceira de cama. Mas, «escondido» por detrás desta pintura, está um homem pensativo, com o rosto suportado pela mão.

Uma descoberta só possível graças a técnicas inovadoras baseadas em raios infravermelhos. Agora, a grande questão é tentar descobrir quem é o homem retratado na pintura «fantasma» por detrás de uma das obras mais famosas de Picasso, datada de 1901, enquanto o pintor vivia em Paris.

Os conservadores e curadores da The Phillips Collection, em Washington, revelaram a descoberta na semana passada, numa reportagem da Associated Press. A investigação durou mais de cinco anos.



Os investigadores não esconderam o espanto pela descoberta, mas questionam-se agora sobre a identidade do protagonista do retrato.