Um estudante de design garante que a sua tesoura é uma pequena revolução. A Vector corta sempre a direito. Nunca falha.

Quando na escola pediram a Tamazh Faka-tay para redesenhar uma tesoura, a sua prioridade foi resolver um problema que incomoda gente em todo o mundo: como é que se consegue cortar sempre a direito, sem irregularidades nem desvios?

A tarefa ocupou-lhe seis meses de trabalho, mas o estudante do primeiro ano de design industrial da Universidade de Arte de Mo-hoy Nudge, em Budapeste, saiu-se com esta tesoura, capaz de cortar numa perfeita linha reta. A ideia era aproveitar o objeto que normalmente está mais à mão de cada vez que agarramos numa tesoura: a mesa.

A tesoura patenteada de Faka-tay chama-se «Vector». Funciona como uma tesoura normal, quando é para cortar curvas, ou outras formas, mas revela-se imbatível quando se trata de cortar a direito, que é uma coisa francamente difícil para a maioria dos utilizadores de tesouras convencionais.

O conceito fundamental é manter a lâmina numa linha reta: o corte acontece enquanto a lâmina está num ponto fixo. E. portanto, criou um suporte que alinha a lâmina com as arestas da mesa.

Para já, a tesoura Vector não passa de um protótipo, mas Faka-tay espera que a sua ideia desperte o interesse dos fabricantes.



Veja mais em NXT - o próximo passo