Chegou o primeiro telemóvel que contraria tudo o que um smartphone é suposto fazer: não consegue efetuar chamadas, tirar fotografias, ver vídeos, gravar áudio ou enviar mensagens. O NoPhone Zero é, como o nome indica, um telemóvel com zero funcionalidades.

A NoPhone criou o Zero, um modelo de smartphone do tamanho do iPhone 5 e que leva o nome à letra: não tem quaisquer características. O telemóvel não tem sequer ecrã.

O modelo surge depois do primeiro protótipo da marca ter angariado 18.000 dólares no site Kickstarter, o ano passado.

Mas por que haveria alguém de querer um telemóvel assim?

Para a NoPhone, esta é uma forma satírica de criticar a obsessão moderna pela tecnologia.
 

“É uma alternativa não tecnológica ao constante contacto entre as mãos e os telemóveis”, afirmou Van Gould, um dos fundadores da NoPhone. “Queremos tornar-nos a maior empresa de telemóveis falsos do mundo. Esse é o objetivo”.


Segundo a Time, o Zero oferece menos funcionalidades do que qualquer protótipo apresentado antes. Os designers removeram mesmo a câmara fotográfica a fingir e o botão falso para ligar. A única coisa que sobra é um retângulo preto inútil, que se trata apenas de uma simulação e que deve servir para que os consumidores voltem a focar-se na sua vida e não no telemóvel.