“Parece ficção científica, mas não é: na manhã de terça-feira a New Horizons vai sobrevoar Plutão de muito perto”, informou Alan Stern, um dos engenheiros responsáveis pelo projeto.






AFP

“O que nós recebemos da sonda é inacreditável, vai além dos nossos sonhos mais loucos. Em 24 horas, a qualidade da resolução das nossas imagens vai passar os 15 quilómetros por pixel, para menos de 100 metros por pixel. Para se ter uma noção do nível de precisão das imagens, se Central Park fosse em Plutão, as nossas imagens permitiriam observar as lagoas do parque”.


The Guardian

“Nós aprendemos nas últimas 48 horas, por exemplo, que há uma fuga de nitrogénio da atmosfera de Plutão e que há camadas de gelo nos polos. Nós nem imaginávamos que conseguiríamos obter este tipo de dados tão cedo”.




 webcastEyes on Pluto



Lusa