O Observatório Deep Space Climate, um satélite para observar a atividade solar e os seus efeitos na terra, foi esta quarta-feira transportado para o espaço pelo foguetão Falcon 9.

«O Falcon 9 voa e carrega consigo o Observatório Deep Space Climate para uma viagem de um milhão de milhas para proteger o planeta Terra», afirmou George Diller, comentador do canal da NASA.

O Observatório é uma missão conjunta de 340 milhões de dólares da NASA, da Força Aérea norte-americana e da Administração Oceânica e Atmosférica Nacional e vai ser colocado num espaço profundo entre a Terra e o Sol, conhecido como ponto Lagrangian ou L1.

A viagem vai durar cerca de 110 dias, seguidos de 40 dias de testes com instrumentos.

O Observatório vai substituir um satélite, cuja data de funcionamento já expirou há muitos anos.

A tarefa secundária do novo satélite é recolher dados científicos sobre os níveis de aerossóis, ozono e balanço de radiação na Terra.