"Este exoplaneta será um dos mais estudados nas próximas décadas", afirmou o investigador Michael Werner, da NASA.