E Mira começou o negócio no início deste mês, com o site dicewarepasswords.com, onde ela cria passwords seguras e facilmente memorizáveis pelo comum dos humanos. E Mira faz tudo à mão, através do método Diceware.

 

As chaves são depois enviadas via postal, em carta fechada, “que não pode ser aberta pelo Governo sem um mandado de busca”, como a própria empresária explica no site.

 

“Esta história de de fabricar as nossas próprias passwords e torná-las superseguras é muito fixe, apesar de achar que os meus amigos não entendem isso”, diz Mira Modi, numa conversa telefónica com o site arstechnica.com.  

Mira é filha de uma jornalista especialista precisamente em questões de privacidade e autora do livro “Dragnet Nation”. A jornalista utilizou, aliás, esta capacidade invulgar da filha durante o processo de pesquisa, quando preparava o livro.