O satélite de comunicações mexicano Centenario desintegrou-se este sábado na atmosfera, poucos minutos depois de ser lançado, juntando-se a outros casos de fracassos no programa espacial russo.

Menos de 10 minutos depois do lançamento no espaço de Cosmódromo de Baikonur, cidade do Cazaquistão, o Mexsat-1 desviou-se da órbita prevista e perdeu contacto com a terra, desintegrando-se em seguida, ao atingir camadas mais densas da atmosfera.

A agência espacial russa informou que o foguetão Proton-M com o satélite mexicano, que teria um tempo de vida de 15 anos, caiu depois de se ter registado um problema no mecanismo.