O informático alemão Kim Dotcom renunciou ao cargo de diretor do portal Mega para se centrar no seu processo de extradição para os Estados Unidos e na criação do seu novo partido político, informou a imprensa neozelandesa.

O diretor executivo do Mega - portal lançado em janeiro depois do Megaupload ter sido encerrado na sequência de uma investigação norte-americana sobre pirataria informática -, Vikram Kumar, disse que Dotcom, de 39 anos, deixou formalmente a empresa a 29 de agosto.

Dotcom está em liberdade condicional na Nova Zelândia e luta desde janeiro de 2012 contra o pedido de extradição dos Estados Unidos, onde é acusado de violar direitos de autor, de pirataria informática e outros delitos.