Cientistas concluíram que os babilónios, e não os gregos, foram os primeiros a estudar trigonometria, ao defenderem que uma placa de argila com 3.700 anos é a tabela trigonométrica mais antiga e exata do mundo, foi hoje divulgado.

Segundo investigadores da Universidade de Nova Gales do Sul, na Austrália, a tabela terá sido, possivelmente, usada por matemáticos antigos para fazerem cálculos na construção de palácios, templos e canais.

A trigonometria é o ramo da matemática que estuda os triângulos.

A placa de argila, conhecida pelo nome científico de "Plimpton 322", foi encontrada no início do século XX, na zona que corresponde hoje ao sul do Iraque, pelo arqueólogo e académico Edgar Banks, que inspirou a personagem Indiana Jones, interpretada no cinema pelo ator Harrison Ford, de acordo com um comunicado da universidade australiana.

A peça tem inscritas quatro colunas e 15 linhas de números.

A nossa investigação revela que 'Plimpton 322' descreve as formas de triângulos de ângulo reto, ao usar um novo tipo de trigonometria baseado em relações, não em ângulos e círculos. É um trabalho matemático fascinante que demonstra um génio inquestionável", referem os autores do estudo num artigo publicado na Historia Mathematica, revista da Comissão Internacional sobre História da Matemática.

Uma tabela trigonométrica permite utilizar uma relação conhecida dos lados de um triângulo de ângulo reto para determinar as outras duas relações desconhecidas.

A equipa de investigadores sugere que a 'Plimpton 322' era uma ferramenta que poderia ter sido usada para fazer cálculos na construção civil, e não para auxiliar o professor na verificação das soluções dos problemas apresentadas pelos alunos, como advogam outros especialistas.

O astrónomo e matemático grego Hiparco (190 a.C - 120 a.C) tem sido apontado como o 'pai' da trigonometria, devido à 'tabela de cordas', considerada nos manuais como a tabela trigonométrica mais antiga.

Contudo, a equipa de peritos da Universidade de Nova Gales do Sul sustenta que a placa de argila 'Plimpton 322' é anterior em mais de mil anos, traduzindo uma trigonometria mais simples e precisa, que pode ser útil para o estudo e a aprendizagem da matemática moderna.

A 'Plimpton 322', que a comunidade científica pensa ser proveniente da antiga cidade suméria de Larsa, foi datada do período entre 1822 a.C e 1762 a.C, pertencendo, portanto, à civilização babilónica.