A empresa tecnológica Microsoft prepara-se para lançar esta quarta-feira o Windows 10, a última atualização do seu sistema operativo com que procura manter a relevância no mundo dos dispositivos móveis, controlado pela Apple e Google.

A Microsoft vai oferecer a atualização para conseguir mil milhões de utilizadores nos próximos dois anos.

“Este é o nosso melhor Windows e estamos a oferecer a atualização grátis para conseguir mil milhões de utilizadores nos próximos dois anos”, disse o diretor de marketing do grupo, Will Dixon, à Efe.


Este é o Windows da unificação, já que vai funcionar num ecossistema muito vasto de dispositivos. O Windows 10 é um sistema operativo transversal, podendo funcionar em desktops, tablets, smartphones e até na consola Xbox One. 
 
A novidade desta atualização é a criação do novo browser «Edge» que pretende vencer o crescimento de utilizadores de telemóvel. Assim, não só os computadores terão acesso à nova versão, como também os tablets e smartphones. 

O substituto do Internet Explorer  foi anunciado em abril na anual conferência «Build» em São Francisco, nos Estados Unidos.   

No novo navegador, o utilizador antes de aceder às páginas irá passar por uma página personalizada com os sites mais visitados, aplicações e informações relevantes como o clima, mapas, entre outros. Estas informações são obtidas através da nova assistente virtual, Cortana. O Microsoft Edge é o primeiro navegador da Microsoft que tem uma assistente de voz diretamente integrado.   

Os computadores e tablets comprados a partir de julho já terão o Windows 10. Para os smartphones, a atualização será feita até ao fim do ano.