Os ataques à privacidade das celebridades parecem estar longe de ter um fim. Depois de no início do mês, imagens íntimas de mais de 100 atrizes terem sido reveladas por um hacker, este fim-de-semana, foram divulgadas novas fotografias privadas de várias figuras públicas. Entre as visadas encontram-se Kim Kardashian, Vanessa Hudgens, Aubrey Plaza, Mary-Kate Olsen e, mais uma vez, Jennifer Lawrence, que já tinha sido um dos alvos do primeiro ataque.

As imagens foram divulgadas nos fóruns 4chan e Reddit, mas, apesar de terem sido removidas pelos sites, depressa chegaram a outras redes sociais como o Twitter.

O porta-voz de Kim Kardashian recusou comentar o incidente e, até agora, nenhuma das estrelas em causa se manifestou publicamente.

Recorde-se que o primeiro ataque, que ficou conhecido como «The Fappening», foi notícia um pouco por todo o mundo e motivou a revolta de várias personalidades, como Lena Dunham ou Emma Watson, que saíram em defesa das companheiras visadas.

Os primeiros indícios apontavam para que o hacker tivesse obtido as imagens através das contas iCloud das celebridades, mas a Apple garantiu, em comunicado, que «nenhuma das invasões dos casos investigados resultou da quebra de segurança do sistema operativo, onde está incluído o iCloud». A empresa fundada por Steve Jobs concluíu que o ataque foi obtido através das passwords e perguntas de segurança dos utilizadores.