O Japão anunciou esta terça-feira o primeiro caso mundial de contágio humano com o vírus da Síndrome de Febre Severa com Trombocitopenia numa mulher que morreu depois de ser mordida por um gato.

A mulher morreu no ano passado devido ao SFTSV (sigla de "Bunyavirus do Síndrome de Febre Severa com Trombocitopenia"), um vírus raro identificado pela primeira vez na China em 2010 e cujos primeiros contágios se registaram no Japão em 2013, indicou em conferência de imprensa o Ministério da Saúde japonês.

Todos os casos detetados até à data em humanos – a maioria em zonas rurais da China – tinham sido em pacientes picados por carraças, pelo que os cientistas acreditavam que esta era a única via de transmissão do vírus.

A mulher de 50 anos foi mordida por um gato de rua e morreu 10 dias depois de ser internada.