Organismos de Espanha, Inglaterra e Bélgica estão a desenvolver um projeto de investigação, com financiamento europeu, que pretende criar um colchão de berço inteligente, para reduzir a morte súbita em bebés.

O projeto «Baby Care Sleep», financiado pela Comissão Europeia, está a desenhar um colchão que seja capaz de prevenir os problemas respiratórios que possam ocorrer durante o sono do bebé e atuar em consequência.

O mecanismo de prevenção está a ser trabalhado por vários organismos e empresas espanhóis, britânicos e belgas, coordenados pelo diretor para a inovação do espanhol Instituto Europeu da Qualidade do Sono, Tomás Zamora.

A síndrome da morte súbita do lactente, também conhecida como «morte no berço» por acontecer com mais frequência durante o sono, tem suscitado o interesse da comunidade científica, já que afeta anualmente um número crescente de bebés. Aliás, é a primeira causa de mortalidade no primeiro ano de vida de bebés aparentemente saudáveis nos países desenvolvidos.

Entre os fatores que aumentam o risco de morte súbita de bebés estão, entre outros, o maior número de prematuros e de partos múltiplos e também o adiamento do primeiro filho de uma mulher para além dos 35 anos.