Os estudantes portugueses que representaram Portugal nas Olimpíadas Ibero-americanas de Biologia, que decorreram no México, trazem no domingo para casa medalhas de bronze e prata referentes a sua participação, anunciou a organização da iniciativa.

A delegação, que integrou quatro estudantes portugueses, subiu ao pódio na sexta-feira para receber uma medalha de prata, atribuída a Lourenço Saldanha, dos Salesianos do Estoril, e duas medalhes de bronze, atribuídas a Beatriz Vivar (Escola Secundária D. Inês de Castro, Alcobaça) e Miguel Domingues (Escola Secundária Miraflores).

Foi também atribuído um diploma de mérito a Luísa Morgado (Escola Secundária José Gomes Ferreira).

A delegação portuguesa contou igualmente com a participação de uma professora da Escola Secundária Fernando Lopes Graça e dois investigadores do INIAV - Instituto Nacional de Investigação Agrária e Veterinária, bem como do bastonário da Ordem dos Biólogos e Coordenador das Olimpíadas Nacionais de Biologia, José Matos.

«O brilhante resultado da comitiva portuguesa começa a ser uma feliz tradição, uma vez que este é o quarto ano consecutivo em que todos os jovens portugueses conquistaram prémios nesta difícil e profundamente competitiva olimpíada internacional», refere a organização portuguesa da iniciativa, em comunicado enviado à Lusa.

Os quatro estudantes regressam a Portugal no domingo e irão iniciar o primeiro ano das respetivas carreiras universitárias nas áreas da Medicina, Biologia e Engenharia Biológica.