Foi apresentada uma inovação tecnológica que permite transformar suor em água potável. A máquina que destila á agua foi revelada esta semana na cidade de Gotemburgo, na Suécia.

O equipamento gira e aquece o tecido das roupas para extrair o suor na forma de vapor, que é conduzido a uma membrana que só deixa passar as moléculas de água. A máquina foi criada especialmente para a Unicef (Fundo das Nações Unidas para a Infância) para promover uma campanha de conscientização sobre a falta de água potável, um problema que atinge 780 milhões de pessoas em todo o mundo.

Os responsáveis pelo equipamento afirmam que, desde que a máquina foi colocada em exposição em Gotemburgo, na segunda-feira, mais de mil pessoas «beberam o suor dos outros» e que a água é mais limpa do que a encontrada nas torneiras locais.

A máquina foi desenvolvida e construída pelo engenheiro Andreas Hammar, que revela que a parte mais importante do equipamento é um novo componente de purificação de água, desenvolvido por uma empresa chamada HVR, em colaboração com o Instituto Real de Tecnologia da Suécia.

«Existe algo similar na Estação Espacial Internacional para tratar a urina dos astronautas, mas a nossa máquina foi mais barata de construir», explicou o engenheiro.

«A quantidade de água que o equipamento produz depende do quanto uma pessoa sua, mas uma camisa (suada) de uma pessoa produz 10 ml, cerca de um gole de água».