A mamute-fêmea, a quem deram o nome Yuka, foi encontrada em 2010 na Sibéria.Yuka está em exposição em Tóquio até setembro.

Pode ver-se que o animal ainda conserva o pelo, quase 40 mil anos depois.