Uma equipa de cientistas norte-americanos descobriu debaixo das águas do oceano Pacífico o que considera ser o maior vulcão do mundo, do tamanho das Ilhas Britânicas, publica este domingo a revista «Nature Geoscience».

O vulcão, com 310 mil quilómetros quadrados e 650 quilómetros de largura, está inativo há 140 milhões de anos, mas a extensão que tem permite aos peritos avaliar a quantidade de magma que está ocultada pela crosta terrestre.

O diretor da investigação, o geólogo William Sager, da Universidade de Houston, Texas, sustenta que a existência deste megavulcão demonstra que «na Terra existem vulcões semelhantes aos achados em Marte».